segunda-feira, 13 de maio de 2013

Você estuda cinco anos, sete; estuda muito; lê muito, de tudo; pesquisa; dedica-se; procura cumprir aquilo que escolheu fazer na vida da melhor forma possível. Acredita que as pessoas possam se desenvolver fora da lógica mainstream, promove reflexão, provoca. Norteia, em vez de simplesmente expor. Encara sua missão como aquela ajudará indivíduos a vencer a meritocracia, vencê-la em duplo sentido, superar a questão, questioná-la. Você realmente acredita que a formação de um indivíduo parte do pressuposto de que é necessário se questionar, questionar o mundo em que se vive. Sabe que é importante saber as ciências naturais, as ciências humanas e as linguagens, sobretudo porque ou se sabe um pouco de tudo ou não se sabe nada. Tudo se interliga. Mas a dificuldade que se encontra dia a dia é fazer com que as pessoas compreendam que conteúdos sem reflexão são só conteúdos, e reflexão sem conteúdo também não é nada, desola. Niilismo por niilismo, chega-se num momento em que isso te convence do fracasso.

Um comentário:

elis piera rosa disse...

acho q essa educacao reflexiva funciona mais se vc quer formar individuos pro 3o setor, pros outros nao tanto